imagem05
imagem05

O que é Patrimônio Cultural

É o conjunto de bens que guarda referência à identidade, à ação e à memória dos diferentes grupos que formaram a sociedade brasileira ao longo dos tempos.

Resguardar o patrimônio cultural é um dever do Poder Público, com a colaboração da comunidade. A cidade passa a ter sua história preservada através da conservação de seus testemunhos históricos mais importantes. A preservação incrementa a visitação turística local, valoriza a autoestima da população e abre a possibilidade do recebimento de recursos para o investimento na área. A comunidade é a melhor guardiã de sua memória e identidade, pois a ela incumbe o papel da vigilância, no sentido de estar sempre atenta aos atos ou omissões tanto do Poder Público quanto de particulares que possam comprometer a preservação dos bens culturais locais.

“A cidadezinha do interior, com sua cultura, é um verdadeiro corpo com alma, um organismo muito vivo. As tradições locais, certos acontecimentos ligados à história da comunidade, determinados vultos de expressão municipal, alguns tipos populares, prédios, capelas ou igrejas representam um mundo para aquela gente humilde, que os homens da capital jamais poderão compreender. A cidadezinha do interior não é um simples ajuntamento de casas.” (Waldemar de Almeida Barbosa. História de Minas Gerais).

“Há duas coisas num edifício: seu uso e sua beleza. Seu uso pertence ao proprietário, sua beleza, a todo mundo; destruí-lo é, portanto, extrapolar o que é direito” (Victor Hugo).

“Não cuidaremos apenas de assegurar dias mais fartos ao nosso povo, mas dirigiremos nossa preocupação para o aprimoramento cultural da comunidade mineira. Recuperaremos nosso acervo espiritual. Em nosso passado há imenso patrimônio cultural a ser preservado. Ele não pertence apenas aos mineiros, mas é de todo o Brasil. E deve servir às gerações de hoje e de amanhã como exemplo fecundo de nossa inteligência e sensibilidade”. (Tancredo de Almeida Neves – Discurso de posse como Governador do Estado de Minas Gerais. Belo Horizonte, 15 de março de 1983).

Patrimônios Históricos Tombados

Igreja Matriz de São Caetano de Thienne e Sant’Ana

Santuário de Nossa Senhora Aparecida

Castelinho

Escola Municipal Coronel Francisco Braz

Ponte de Ferro

Calçamento de Pedra

Imagem de São Caetano

Imóvel residencial situado à Rua Capitão Manoel Gomes, nº 20

Patrimônios Históricos Imateriais Tombados

Coral Vozes de Euterpe

Encenação da Semana Santa – Teatro Amador Brazopolense